Israel diz que Irã quebrou acordo e mentiu sobre programa nuclear – 30/04/2018 – Mundo

0
91


O primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu disse nesta segunda-feira (30) que o Irã quebrou o acordo nuclear assinado com diversas potencias internacionais e mentiu sobre o desenvolvimento de seu programa nuclear. 

Em discurso feito da sede do Ministério da Defesa em Tel Aviv, o premiê acusou Teerã de ter mentido sobre a interrupção do programa e mostrou o que ele diz ser arquivos secretos que confirmam suas afirmações.

“Esses arquivos provam de forma conclusiva que o Irã tem mentido descaradamente quando diz que nunca teve um programa de armas nucleares”, disse o israelense, que afirmou ter 55 mil páginas de documentos secretos iranianos.  

O israelense afirmou que Teerã violou o acordo porque, ao assinar o documento, não revelou todos os detalhes sobre seu programa.

Netanyahu também disse que o governo iraniano continuou desenvolvendo mísseis capazes de carregar armas nucleares mesmo após o acordo, em 2015.  

Segundo ele, o governo iraniano transportou os arquivos sobre seu programa nuclear para uma instalação secreta em Teerã, de modo a manter os documentos escondidos.   

Em sua fala, Netanyahu disse que os serviços de inteligência de Israel, que teriam descoberto os arquivos secretos iranianos, compartilharam parte dessas informações com os Estados Unidos. Assim, segundo ele, Washington pode confirmar as acusações. 

O premiê instou Donald Trump a deixar o acordo com Teerã, o que o americano já ameaçou fazer por diversas vezes.

Questionado por jornalistas em Washington, Trump afirmou que ainda está pensando no que acontecerá com o acordo nuclear e não descartou assinar um novo pacto com Teerã. 

Além dos EUA e do Irã, também assinaram o pacto a China, o Reino Unido, a Rússia e a França. Netanyahu sempre foi contra o acordo. 

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, criticou Israel logo após a fala de Netanyahu e disse que o premiê está tentando enganar o mundo com as acusações.